Ruby Fortune Casino
Ruby Fortune Casino

€750 EM BÔNUS

1° / 2° / 3° Depósito: Bônus até €250 • Apenas para novos clientes • Depósito Mín. €10 • Requisito de Apostas: 70x

Termos da Promoção Registrar-se

Lojas e mercados que adotam o conceito de “desperdício zero”

planta crescendo em meio a local destruído Fonte: Pexels Nos dias de hoje, com a conscientização cada vez maior acerca da importância de cuidar e preservar o meio ambiente, muitas pessoas estão começando a adotar hábitos mais sustentáveis, como a reciclagem de itens que seriam anteriormente jogados no lixo. As fichas de pôquer antigas, por exemplo, podem ser usadas para decoração ou para uma festa temática, mas o melhor mesmo é evitar acumular mais fichas e quem sabe dar preferência para a versão do jogo de vídeo poker online. Entretanto, um dos itens que mais causam preocupação são as embalagens de comida, as quais são consumidas em grande quantidade diariamente e, na maioria dos casos, acabam sendo descartadas no meio ambiente.

Como as embalagens de comida se tornaram um grande problema para o meio ambiente

Há décadas os cientistas e ativistas ambientais já chamavam a atenção para o perigo que as embalagens e sacolas de plástico representavam para a natureza, mas apesar de todos os avisos, o uso indiscriminado desses itens permaneceu acontecendo em praticamente todo o planeta, causando um estrago difícil de mensurar. Nos dias de hoje, segundo relatórios e estudos recentes, dez milhões de toneladas de plástico vão parar nos oceanos a cada ano, o que fez com que a quantidade de plástico no mar superasse em seis vezes a vida marinha. O impacto é tão assustador que acredita-se que todas as espécies de tartarugas tenham fragmentos de plástico dentro de si. Por conta desses dados alarmantes, as embalagens de plástico são um dos temas mais importantes quando se trata de evitar o desperdício.

Embalagens recicladas ou biodegradáveis

Fonte: Pixabay As embalagens recicladas são feitas a partir de materiais que já foram utilizados com outros propósitos, enquanto as biodegradáveis são aquelas que passam por um processo de decomposição natural, geralmente realizado por bactérias, fungos e algas, os quais conseguem converter o material do item em dióxido de carbono, biomassa e água. A vantagem desse tipo de embalagem é que o seu tempo de existência no ambiente é bem menor do que o das embalagens não biodegradáveis. Contudo, as embalagens biodegradáveis costumam ser feitas de plástico PLA, ou simplesmente plástico de poliácido láctico, o que demanda alguns cuidados. Para que o processo de degradação aconteça de maneira adequada, é necessário que esses itens sejam descartados em usinas de compostagem, mas infelizmente, no Brasil esse tipo de produto biodegradáveis acaba na maior parte das vezes em lixões e aterros, nos quais não existe garantia de que esse material irá realmente se decompor.

A melhor forma de reduzir o desperdício

Para conseguir de fato reduzir o desperdício, o melhor é evitar as embalagens plásticas e aderir a uma mudança de hábitos, que englobe a adoção de um consumo realmente sustentável. Atitudes simples como fazer compras de produtos a granel e levar as próprias embalagens para comprar em lojas e supermercados, já podem fazer a diferença. Para facilitar nesse processo, ainda existem lojas e mercados que vendem itens e produtos que auxiliam nesse estilo de vida sem desperdícios.

O que é o conceito do “desperdício zero” e como adotá-lo?

Fonte: Pixabay Esse conceito tem como base cinco aspectos essenciais: recusar o que não necessita, reduzir os itens que realmente precisa, reutilizar, reciclar e compostar. No caso específico das embalagens de plástico, já existem estabelecimentos que aderiram a esse conceito e permitem que os seus clientes levem as suas próprias embalagens e recipientes de vidro para fazer compras. Seguindo esse método, os clientes colocam os itens adquiridos dentro dos potes e depois os colocam sobre uma balança, para então descobrir o valor da compra e concluir o pagamento.

Quais são as dificuldades e desafios das lojas e supermercados que aderem a essa prática?

O principal desafio dos estabelecimentos que aderem ao desperdício zero é a desconfiança e a falta de conhecimento sobre esse conceito, o que leva parte dos clientes a não frequentarem o local. Além disso, o fato de exigir um esforço maior dos consumidores, que precisam levar seus próprios recipientes, também faz com que parte das pessoas evite esses locais, pois infelizmente, muitos ainda preferem praticidade à sustentabilidade. Apesar de ainda estar em uma fase inicial de implantação no Brasil, já existem lojas e supermercados do país que são adeptos ao desperdício zero. Entre elas, é possível citar o Santa Carolina Armazém, em Manaus, e o Mapeei, em São Paulo.

O luxo de Ruby ... Usuários da Huawei sem ...